mais Epicurismo

 

Lembra-te de comer bem, beber tambem e rir com vontade
mas melhor do que isto até é praticar a sexualidade

Não percas tempo na estrada, não serve pra nada, evita as filas
arranja uma boa mulher, ou um gajo qualquer se fores larilas

Nós vamos todos falecer, patinar, bater as botas
Eu vou esticar o pernil, conviver com as minhocas
Tua vais fechar a pestana e fazer para sempre ó-ó
nós vamos passar a ser húmus, que é uma espécie de cócó

Prova o morango e a romã, a uva e a maçã, o figo e cereja
o mundo tem lindas cores e belos odores, menos em Estarreja

Tenta por todos os meios viver sem receios, não há que temer!
quer tenhas ou não tenhas medo,
mais tarde ou mais cedo vais falecer!!

Nós vamos todos falecer, patinar, bater as botas
Eu vou esticar o pernil, conviver com as minhocas
Tua vais fechar a pestana e fazer para sempre ó-ó
nós vamos passar a ser húmus, que é uma espécie de cócó

Expirar, falecer, extinguir, apagar,
cessar, fenecer, esvair, patinar,
morrer, acabar, definhar, concluir,
perecer, terminar, descansar, sucumbir

Nós vamos todos falecer, patinar, bater as botas
Eu vou esticar o pernil, conviver com as minhocas
Tua vais fechar a pestana e fazer para sempre ó-ó
nós vamos passar a ser húmus, que é uma espécie de cócó

Rústicos pelo Epicurismo – Gato Fedorento

https://www.youtube.com/watch?v=0P3S9xpSBnQ

ap

Dedicatória (de Jorge Luís Borges)

Há um pequeno conjunto de contos de Jorge Luís Borges, que ficou compilado com o nome de “História Universal da Infâmia” e se lê de um fôlego só. Na dedicatória escreveu isto:

Jorge Luís Borges por Beti Alonso“…I offer her that kernel of myself that i have saved, somehow – the central heart that deal not in words, traffics not with dreams and is untouched by time, by joy, by adversities.”

numa tradução modesta seria:

“… Ofereço-lhe aquele âmago de mim que consegui salvar, de alguma maneira – o coração central que não lida com palavras, não trafica com sonhos e que é intocado pelo tempo, pela alegria, por adversidades.”

Não é uma coisa bonita de se dar?

Gostar de Arte

Quando sentir arte, convirja toda a sua atenção para ela, nenhuma para opinar, ou achar o quer que seja, só sinta, é essa a melhor e mais verdadeira forma de sentir a arte; sentido.

 


 

Oscar Wilde

Disse Oscar Wilde:

“Há duas maneiras de não se gostar de arte. Uma é não gostar. A outra é gostar-se racionalmente.”

Defesa

Quando atacamos obrigamos à defesa. Isto pode levar ao uso de meios despropositados, que normalmente levam a que ganhe o mais forte, em vez de ganhar a razão.
A luz nasce da discussão sincera e desinteressada. O interesse é descobrir o melhor caminho e não ganhar por si só.