Extraordinárias histórias

Uma história, para que valha a pena ser contada, tem que ser extraordinária.

É por isto que, às vezes, as melhores histórias podem parecer improváveis! É óbvio que assim é.
Se forem banais, não têm interesse!

mais Epicurismo

 

Lembra-te de comer bem, beber tambem e rir com vontade
mas melhor do que isto até é praticar a sexualidade

Não percas tempo na estrada, não serve pra nada, evita as filas
arranja uma boa mulher, ou um gajo qualquer se fores larilas

Nós vamos todos falecer, patinar, bater as botas
Eu vou esticar o pernil, conviver com as minhocas
Tua vais fechar a pestana e fazer para sempre ó-ó
nós vamos passar a ser húmus, que é uma espécie de cócó

Prova o morango e a romã, a uva e a maçã, o figo e cereja
o mundo tem lindas cores e belos odores, menos em Estarreja

Tenta por todos os meios viver sem receios, não há que temer!
quer tenhas ou não tenhas medo,
mais tarde ou mais cedo vais falecer!!

Nós vamos todos falecer, patinar, bater as botas
Eu vou esticar o pernil, conviver com as minhocas
Tua vais fechar a pestana e fazer para sempre ó-ó
nós vamos passar a ser húmus, que é uma espécie de cócó

Expirar, falecer, extinguir, apagar,
cessar, fenecer, esvair, patinar,
morrer, acabar, definhar, concluir,
perecer, terminar, descansar, sucumbir

Nós vamos todos falecer, patinar, bater as botas
Eu vou esticar o pernil, conviver com as minhocas
Tua vais fechar a pestana e fazer para sempre ó-ó
nós vamos passar a ser húmus, que é uma espécie de cócó

Rústicos pelo Epicurismo – Gato Fedorento

https://www.youtube.com/watch?v=0P3S9xpSBnQ

ap

Ler. Pra kê?

Os intelectuais, e até outros, têm a mania que ler é bom e por isso recomendam que se leia.
Não me pronunciando sobre a justiça deste pedido, parece-me que não é pior jogar à bola ou fazer coisas sem sentido.
Ler livros é só uma de muitas coisas boas e importantes que podemos/devemos fazer.
Mas…

O homem que inventou a roda não sabia ler!

Ti           
Maio 2011

Filho:

Meu filho amado.
Sei que não vais ler isto, pelo menos não enquanto te fôr útil.
Quando eu tinha os teus vinte e tal anos também era assim impetuosa, como tu, e dificilmente pararia o tempo suficente para ouvir alguma coisa…
Estás na idade em que as hormonas deixam pouco espaço para qualquer outra coisa, mas ainda assim não resisto a avisar-te para o cuidado que deves ter com os teus.
Não podes viver para sempre a pensar que és uma espécie de D. Juan. Tens que ter cautela por duas razões principais: Não podes passar o tempo a ferir as raparigas que se apaixonam por ti. E mais importante ainda é que se viveres muito tempo sozinho corres o risco de te tornar num ser demasiado caprichoso para ser aceite por alguém, ou mesmo para aceitar.
Tenta ser carinhoso, mesmo que não te apeteça. Faz alguma coisa pelos outros diariamente – mas tem que ser mesmo por eles e não porque queres ser reconhecido, ou para te sentires melhor. Tem que ser só porque queres o bem dos outros, sem mais nada. Isto pode ser um bocadito dificil, mas entretanto podes ir praticando. Para isso ajuda os outros, mesmo que seja porque queres alguma recompensa – com o tempo pode ser que te apegues ao bem por si mesmo ao invés de por alguma recompensa.

Desculpa pelas frases mal amanhadas, mas estou a ficar cada vez mais confusa e custa-me muito concentrar-me mais do que alguns minutos.
Boa sorte!

Vânia, 20 de Abril 2009

Cansaço

Não é por teres feito muito,
não é por estares cansada,
não é por estares deprimida.

Estás cansada porque não tens razão para acordar de manhã,
tens nada teu – é só o que queres ter.

Tens vontade de nada,
queres coisa nenhuma.

E agora nem o espicaçar resulta
Estás morta por dentro,
e já se vê por fora.

Pára!
Faz, ou suicida-te.

Ti           
Setembro 2008