Para sempre poetamor

Alguém me diz quando é que o amor durou para sempre?
há por aí catervas de poetas a dizer que o amor é eterno.
É o raio que os parta!

Já me desprezei por ter rompido com amores eternos dezenas de vezes
e eu sou ainda petiza!
Enganam-nos toda a vida com a porcaria das princesas
e dos seus finais sempre felizes!

Não há um poeta; Um único que não seja malogrado!
Nunca existiu um poeta que fosse bem sucedido no amor!

Estou farta, cansada e batida.
O amor de que falam é tesão!
esse cansaço que dizem ser a essência da vida
é puríssima treta, completa desrazão
Eu quero tempo, quero carinho e quero tempo!
Não preciso de mulheres, não preciso de homens,
não preciso de amasso, não preciso de roço
não sou um cão que se aquieta com osso

Quero tempo, preciso de abraço
preciso de tempo com pessoas a sério
de falar e pensar com critério
preciso de silêncio acompanhado com gente
até que a beleza me seja indiferente.
As estéticas, as formas e até os conteúdos
deviam ficar todos mudos;
surdos.

E eu seria só abraço
tudo seria abraço
sem calor, nem cansaço
não precisava de durar muito
só todo o tempo
só para sempre.

Best of luck.

You worry me.

You say you don’t love me, and that’s good because I moved on and I no longer include us in my future. Yet, too often I find you passing at my door… by chance, as you always say.

Do not fool yourself; you are really the most interesting person I know, and you have so many things that no one else even grasps (those lips!), but I also decided that I would forget you and if there are decisions that have to be respected are the ones I do myself. This also I learned from you.

What I mean by this is that the interest I have for you is completely unselfish and it doesn’t even cross my mind that we will, someday, have any involvement beyond the great friendship I’m hoping will be everlasting.

That said, I really want to confront you with the awkwardness that your constant presence causes.

You’re in the bakery where I usually go at 8:00, then “accidentally” you show up wherever I lunch, no matter the place. And, on the rainy days – which are not few – I found you waiting with an umbrella ready to give me a ride. I always try to resist, but you end up convincing me. You take me home and always give me wise, yet annoyingly patronizing advices. I always end up feeling better.
Your magic still works, you always make me fell good.
Then we say goodbye and I feel your eyes on my back while I walk home. Then I’m relieved because I resisted kissing you.

Then, when everything goes well, I don’t remember you all day, I hang out with my boyfriend – who has a lot more time for me than you ever would have… And this thought makes me think about the sacrifices you probably have done to give me a ride. I know that you have every minute of the day accounted for, and that’s the very reason why we didn’t work.

You yourself said you where never there when I needed. It’s true. The endless days I suffered by not knowing of you, longing for your enormous hug …
Now I don’t have it’s comfort – which is unmatched, but also do not suffer for not having it, because the comfort I have, however smaller, is mine.

I think that’s why the greatest love stories never last. They’re necessarily fatal. A great passion cannot survive, because it consumes everything around it. At most it can become a happy love. That is a huge blessing, and I have it.

I have to thank what you where and always will be to me. That’s why I’d like you to be as happy as you look, or as you turned me into.

Sometimes can you deceive me and seem genuinely happy, but it can never last long.

I know I cannot have great importance in your life, but still I want you to know that your happiness is very important to me and to so many people you inspire. You know you’re a point of reference, odd, but still an example. Examples must be happy so that we, ordinary people, can also believe that we can be happy.

I wish you happiness.

Pérolas do engate

O gajo aproxima-se, meio de lado, como quem não quer nada e diz de um fôlego só:

The Temptations Ed_Sullivan_Show (1969)“Eu tenho Sol num dia de chuva,
quando está frio lá fora para mim é Agosto
e o que é que me faz sentir assim?
Tu! A minha miúda.”

Não fosse eu fã dos “The Temptations” e até poderia não ter reconhecido o “I Got Sunshine“.
E assim se transforma um clássico intemporal numa frase de engate do piorio.

Um dia…

Um dia
vou ser estupidamente feliz, vais ver!

não só durante um dia, mas
consistentemente feliz,
irremediavelmente feliz,
ininterruptamente feliz.

nesse dia vou ser alto,
vou ser belo,
vou inspirar confiança
e vão querer dizer-me olá só por ser eu

Nesse dia vou colher um ramo de rosas
ou de tulipas
ou, se calhar, flores silvestres
depois vou atá-las à cintura, num molho
como se fosse uma espada
e quando parar à tua porta
não vai ser preciso tocar.
O perfume da única flor que reste,
encontrará o teu nariz adormecido
e assim que a desembainhar
virás colhê-la da minha mão
, ansiosa por te abraçar,
e depois desse abraço…

depois,
não sei,
mais nada
por isso
ser tudo.

Vânia, Outubro de 2013

Pecável

apagarAs minhas amigas dizem todas que és impecável!
São cegas!
Não vêm como dá vontade de morder o carnudo dos teus lábios?
Não percebem como apetece perder os dedos no desalinho do teu cabelo?
Não sabem que até a aspereza da barba por desfazer dá mais charme ao beijo?
És tudo menos impecável.
Essa delicadeza de abrir portas, tem também arrancar de camisas sem desapertar,
a carícia de mão na mão, tem também empurrar contra a parede enquanto o pescoço é mordido,
o olhar terno e afagar do cabelo tem também espetar de unhas e marcas de tesão.
Impecável?!

Nada disso, és exactamente o oposto!