Cuspe (ou Soneto-Presente)

pissQuero dar-te um presente,
que diga mesmo o que sinto,
que retrate o que acho realmente

porque sempre que te vejo minto
finjo-me indiferente
mas os sentimentos são um labirinto

na realidade quero-te muito
essencialmente contra a parede
parece paixão, mas tem outro intuito
quero só acabar com esta sede

ir à tua derradeira missa,
dançar em cima da tua campa,
festejar por fim a justiça
de seres finalmente trampa

Há fumo sem fogo

smokeSócrates – o ex primeiro ministro português – continua sem acusação.
O homem esteve preso 1 ano e de que é que o acusaram? De nada.
Desenganem-se os que pensam que nutro qualquer simpatia pelo senhor, na realidade sempre me inspirou alguma desconfiança, mas eu sei que a minha desconfiança se baseia em noticias e comentários inconsequentes, que não poderão nunca servir para definir se alguém é bom ou mau.
Para os responsáveis pela justiça parece que não é necessário nada de especial para se privar alguém do direito à liberdade!
Em conversas de café, também eu já condenei José Socrates, mas nessas mesmas conversas também chamo camelo ao Cristiano Ronaldo quando falha um penalti e na jogada a seguir faço-lhe justiça dizendo que é o melhor jogador de sempre. Mas isto são conversas de café!
Se um ex-primeiro-ministro, por mais irritante que possa ser, pode ser condenado a 1 ano de prisão sem condenção nenhuma, imagine-se onde é que acaba o poder discricionário dos responsáveis justiceiros do país.
Há uma única consolação nesta in-justiça toda: Sócrates também é um dos responsáveis pela justiça que temos.

Currículo versus Resultados

O que é que fazes?
– Sou programador… Isto é… Em termos de funções sou programador, em termos de formação sou trolha!
– Como? Explica lá isso!
– Eu tenho o 10º ano incompleto porque sempre gostei de programação e comecei a trabalhar muito cedo para uma empresa de programação.
– Percebo! Mas então deves ser um craque nisso!
– Sou bom, mas há alguns melhores.
– Esse pessoal da informática é muito bem pago, não é?
– Os outro não posso falar, mas quanto a mim… Ganho cerca de um terço do que ganham todos os outros programadores seniores…
– Porquê?
images– Porque não sou engenheiro e, apesar de ser chefe de equipa e ter vários engenheiros sob minha alçada, as tabelas salariais dizem que eu sou pago muito abaixo deles.
– Hum…
– As tabelas decidem que serás sempre pago de acordo com a formação, não com a competência, ou sequer com a riqueza gerada.
– Mas tu podes falar com a direção da empresa para te pagarem melhor, não podes?
– Sim, poderia, mas provavelmente dir-me-iam que não, porque é muito fácil arranjar pessoas com a mesma formação que eu dispostas a trabalhar por menos do que eu! Apesar de não terem as mesmas competências, o que importa é a formação, não a competência. Toda a gente liga mais ao currículo do que aos resultados.
– Isso não é lá muito justo…
– Pior do que isso é que não é nada eficaz!… Eventualmente um dia destes ficarei farto e dedico-me a coçar o escroto como metade dos meus colegas… Há aqui um homem que é responsável por 62% do lucro da empresa! Há 12 anos ele criou um software que aumentou de tal maneira os lucros que deviam pelo menos ter-lhe dado uma parte da empresa. No início andou todo entusiasmado e quase terminou outro software que teria tornado esta empresa líder, mas como todos lucraram menos ele, acabou por se acomodar e agora, o melhor activo desta empresa, ganha o mesmo que eu e não faz nada de útil há já alguns anos.

 

Dedicatória

És um clichê, um chavão, um loop, uma repetição infinita de coisa nenhuma!
Todo o teu brilhantismo e fama deve-se à impecabilidade inútil da tua reflexão na lisura oca dos que te rodeiam. Pensas que pensas, mas esse papaguear que vem do vão da tua vaziez tem em si nada. As ideias espectaculares que ejaculas dessa tua (de)mente são novidades e até inovações, mas só para os excretos satélites que te fazem pensar útil. És um cepo carcomido pela traça, um subproduto de baldo. A tua função no mundo é destruir a lógica, fazê-lo perceber que nada é possível e o contrário.

Amo-te assim!

Se não percebes que isto é o verdadeiro amor, foda-se!

 

Adão Demo, Maio 2014

Mulher

Já fizeste amor com uma mulher feia?
Eu já e é.A mulher feia é mais forte do que a bonita, é menos delicada mas, às vezes, quando é delicada, é mais bonita do que as bonitas.

A beleza aprende-se, quer se queira quer não. Quando era novo gostava de loiras, ou louras, como se dizia no meu sotaque dessa altura, depois, sem saber como, fui mudando de gostos a agora gosto daqueles cabelos pretos e lisos como as ciganas e aquelas peles já com sabedoria e com Sol marcado nas rugas.

Não sabia porque é que os meus gostos tinham mudado, até hoje, quando procurei a origem dessa mudança e descobri que não é de um tipo de cabelo ou de pele que prefiro, é uma mulher. Única.

Obrigado Preta.