Bater? Uma vez por ano não faz mal.

Na Rússia, país que deu contributos inestimáveis para a evolução da humanidade, vai ser submetida a votação uma lei que visa tolerar “Bater num filho, mulher ou avô uma vez por ano, provocando-lhe hematomas e arranhões”. Segundo algumas agências noticiosas há reais possibilidade desta lei passar no parlamento russo.

A senadora Yelena Mizulina disse: “As mulheres são criaturas fracas. Tudo nos está permitido. Nós não nos ofendemos quando o marido bate na mulher, da mesma forma que um homem é ofendido quando é humilhado. Não se pode humilhar um homem.”.

Esta medida da Rússia e afirmações do mesmo calibre da referida pela senadora Yelena Mizulina, parecem daquelas coisas da ficção, porque é impossível alguém com cérebro concordar com elas. Parece que são feitas de popósito para que todos nos unamos contra estas barbaridades.

Não ter vergonha de ser racista, ou machista, ou homofóbico, ou misógino é simplesmente um deficit mental.

Anúncios

Obrigado! Volta sempre que puderes! É bom saber de ti!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s