Outra vez

Outra VezNão sei
queria ser,  só ser
mas não sei
tenho a alma apagada,
do avesso
pé no céu, carapinha no chão
A vida parece o mar,
majestoso, lindo, indiferente ..
Se eu navegasse, sem saber onde
seria assustador, talvez incrível, talvez terrível
mas nem isso,
não saio, lado nenhum,
está já escrito o meu epitáfio:
“Delíquio, dócil e indiferente
foi quase e quase gente”
Seria melhor não ter existido,
partir a lápide,
mas mesmo depois de morto, não me morre a esperança
resta sempre um plim de credo, que não me deixa esvair, mas não me deixa querer mais.
Vou ser igual, outra vez,
outra vez,
outra vez

3 responses to “Outra vez

Obrigado! Volta sempre que puderes! É bom saber de ti!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s