da morte

O mestre diz:

“Devemos ser familiares com a morte.
Não importa gostar ou não gostar da morte,
mas ela tem que nos ser familiar.
Há muitas maneiras de conseguir isto,
uma das que conheço é pensar (meditar) sobre ela,
sobre o antes e o depois.”

 

Platão:
” Pratiquemos a morte; um dia vamos ter que a experimentar”

Antigo texto Árabe (Muçulmano):
Quando vemos o anjo de morte de longe, ele é horrível; mas de perto, ele é belíssimo”

Anúncios

Obrigado! Volta sempre que puderes! É bom saber de ti!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s