Bom por bem.

É preciso observar o que se diz.
Sempre. Em todos os momentos.
Isto pode ser feito de pelo menos duas maneiras:

– A atenção permanente a tudo o que dizemos, palavra por palavra, sem descanso – isto é de grande utilidade para que não digamos nada que não seja pretendido. Há o problema de ser extremamente difícil e desgastante, mas isso é para outro tomo… E ainda há que contar com a interpretação dos outros, que é muito menos controlável.

– A outra opção é mais fácil e trata-se de ser bondoso em todos os momentos. Isso consegue-se gostando de tudo. Nesse caso deixamos de precisar de cuidado nos actos, porque tudo o que fizermos será por bem.

2009

Obrigado! Volta sempre que puderes! É bom saber de ti!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s