Não sou teu amigo

Porque é que raio pensas que sou teu amigo?

Eu ajudo-te o que posso, não o que queres.
Eu dou-te o que quero, não o que precisas.

Podes ter fé em mim, mas nunca confiança.
Dizes que te ajudei melhor e mais vezes do que qualquer outra pessoa, mas se o fiz foi porque quis, não porque te prefira ou porque espere alguma coisa em troca.

Não conto contigo e espero que faças o mesmo comigo.

Também espero que não hesites em recorrer a mim sempre que precises do que quer que seja, mas também deves saber que te recuso sem hesitação ou culpa.
E também não penses que só porque te ajudei dez vezes no passado, isso quer dizer que o farei de novo no futuro.
Se eu te disser que sim, tens-me até ao fim,
mas não contes com isso.

Não fiques triste pela desilusão,
se não contares com nada
tudo o que vier é bom.

Set 2007
Adão Demo
(editado por Ti)

Anúncios

Obrigado! Volta sempre que puderes! É bom saber de ti!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s